Eduard Henry

Eduard Henry

quinta-feira, 24 de setembro de 2009

ALÉM DO ESPELHO

Não preciso mais chorar
As lágrimas se misturaram com a chuva
E o vento
Sopra forte o meu ser
Direcionando os meus passos
Me sinto atraido.

Quem sabe além do espelho
Na outra metade do que eu nunca vi
Eu possa me reconhecer
Quem sabe além de mim mesmo,
Encontre a ausência que sempre senti.
Talvez eu perceba você.

Para nunca mais andar
Na confusão de olhar meus olhos
Tão tristes
As estrelas que contei
Não iluminam os meus segredos
E o medo.

Quem sabe além do espelho
Na outra metade do que eu nunca vi
Talvez eu perceba você.

Nenhum comentário: