Eduard Henry

Eduard Henry

quarta-feira, 21 de julho de 2010

PALAVRAS QUE AMPARAM

São palavras do silêncio que esperei ouvir

No escuro sem refúgio eu me vi tão só

São problemas e não entendo

Por quê os aceitar

Deixam marcas pelo tempo

Não podem se curar

E recorro a Deus mesmo

Não entendo seu querer

Pois só nele posso crer

Suas palavras são asas que amparam o coração

Com perdão, com amor

Tanto anseio seu carinho em seu ombro encostar

É amigo, Pai querido, Fiel Consolador

Quero contar os segredos, o amor retribuir

Os seus planos são mistérios

Para o nosso bem

Ouça essa música aqui

Nenhum comentário: